Posts Tagged 'Prison Break'

Novo ator no elenco de True Blood

Marshall Allman entrou para o elenco fixo da próxima temporada do drama ‘True Blood’, exibido pela HBO.

Allman interpretará Tommy Mickens, irmão mais novo de Sam Merlotte. O ator é conhecido por interpretar LJ Burrows nas quatro temporadas de ‘Prison Break’, da Fox.

Audiência TV americana – 28/09

A noite era de expectativa por conta da series premiere de ‘Trauma’, nova série de ação da NBC sobre paramédicos. E a estréia foi decepcionante, ficando em último lugar no slot das 9pm e falhando em reter a audiência de ‘Heroes’, lead-in do programa. A volta de ‘Lie to Me’ e sua segunda temporada obteve números modestos.

trauma

A Fox ganhou a noite com ‘House’ em queda em relação a semana passada. 14.7 milhões de telespectadores e 5.8 pontos na demo qualificada 18-49: audiência 15% menor a da season premiere. ‘Lie to Me’ voltou com 7.7 milhões de telespectadores e 2.9 pontos na demo, perdendo 41% da audiência quando comparada a sua series premiere no começo do ano. Ainda assim, é uma audiência boa, e melhor que o retorno de ‘Prison Break’ na temporada passada, no mesmo horário.

Em segundo lugar, uma forte CBS com os segundos episódios de ‘Two And a Half Men’ (13.9 milhões de telespectadores e 4.8 pontos) e ‘The Big Bang Theory’ (13.3 milhões e 5.3 pontos). A segunda teve crescimento de 9% enfrentando ‘Trauma’ – semana passada enfrentou ‘Heroes’. Vale lembrar ainda outro dado importantíssimo: é a maior audiência da história do seriado nerd.

‘How I Met Your Mother’ se manteve firme mesmo sem Neil Patrick Harris que ficou fora do episódio devido as gravações do Emmy Awards. A série marcou 3.6 pontos e atingiu 8.7 milhões de telespectadores. Já ‘Accidentally on Purpose’ teve pequena queda de 6%, fechando o slot das 8pm com 8 milhões de telespectadores e 3.1 pontos na demo qualificada. ‘CSI: Miami’ fechou a noite da emissora com queda de 5%: 13.5 milhões e 4.1 pontos.

A ABC foi a terceira da noite mesmo com o episódio duplo de ‘Dancing With the Stars’ que abocanhou 3.7 pontos, atraindo 17 milhões de telespectadores. Apesar do número alto de pessoas assistindo, vale lembrar mais uma vez: o que realmente importa é a audiência qualificada, ou seja, pessoas de 18 a 49 anos. E nesta demo, o programa não foi bem e teve queda de 12%. ‘Castle’ voltou regular com 9.6 milhões de telespectadores e 2.3 pontos na demo: números suficientes para uma temporada completa, caso a série consiga se manter neste patamar.

Em quarto lugar, a NBC e o segundo episódio de ‘Heroes’: 5.7 milhões de telespectadores e 2.5 pontos – queda de 11%. Já ‘Trauma’, a estréia da noite, teve queda de 23% quando comparada a estréia de ‘My Own Worst Enemy’, no mesmo horário, há um ano atrás: 6.7 milhões de telespectadores e 2.2 pontos na demo. Além disso, a crítica pegou pesado com o seriado. Esta deve ser a única season premiere da série – que tem sim, chances de ganhar uma temporada completa. ‘The Jay Leno Show’ fechou a noite da emissora com 5.5 milhões e 1.7 pontos.

Em último lugar, a CW: ‘One Tree Hill’ fez 2.5 milhões de telespectadores e 1.1 ponto enquanto ‘Gossip Girl’ melhorou um pouco em relação a semana passada: 2.4 milhões e 1.2 ponto na demo.

O fim de ‘Prison Break’

Ta aí uma série que apanhou muito pelo caminho. Prison Break estreou na Fox em agosto de 2005 para cobrir espaço aberto na programação do canal. Nenhum executivo dava nada por um programa que falava sobre um homem tentando tirar seu irmão da cadeia tatuando a planta da mesma em seu próprio corpo, mas a audiência correspondeu e, meio que as pressas, a emissora olhou com mais carinho para aquela série que viria a ter quatro temporadas. Prison encerrou sua jornada no mês passado.

prisonbreak
A primeira temporada da série foi impecável. Ainda que a demora para que as coisas acontecessem irritasse um pouco, é inegável que através de seus cliffhangers, a série soube rapidamente achar seu público, que lhe garantiu uma segunda temporada. Alguns dizem que apenas a primeira temporada se salva, mas discordo. Acredito que a segunda manteve um nível muito bom, apresentando ainda aquele que seria um dos principais personagens do show nas temporadas seguintes: Alex Mahone, muito bem interpretado por William Fitchner.

O terceiro ano é de se apagar. Impossível engolir as reviravoltas apresentadas, mas, de novo, fomos apresentamos a outro ótimo personagem: Gretchen Morgan, vilã que não deve nada as grandes vilãs da TV.

Com a queda de audiência desde o começo da segunda temporada era eminente que o futuro da série estava há poucos episódios de distância e acertadamente, a Fox resolveu encerrar a série de maneira correta. A saga de Michael Scofield precisava de um final, e as vezes, continuamos acompanhando um programa justamente para saber como ele terminará, mesmo depois da qualidade do mesmo se deteriorar.

E com uma temporada derradeira que iniciou bem, teve seus tombos no meio e terminou de forma sensacional, Prison Break dá adeus a televisão norte-americana e fica a certeza que a série será muito bem lembrada no futuro, como referência de série sobre prisão, caça humana e perseguição.

Alguns falaram mal de ‘Prison Break – The Final Break’, o filme feito após o fim da série, mas eu gostei. Fiquei feliz de saber que o Michael morreu para libertar Sarah e a cena final é uma das coisas mais bonitas que já vi em seriado, ainda que cliche:  dada toda a temática da série, é arrepiante acabar com Michael dizendo: “We are free!”.

Para quem não entendeu porque todo aquele lance de colocarem a Sarah na prisão com a Gretchen e a demora na construção de vários outros personagens, há um tempo atrás rolou um boato de que Prison Break deixaria um spinoff, que seria ambientado em uma prisão feminina. Mas a idéia foi descartada recentemente pelos executivos da Fox. Talvez esta tenha sido uma resposta dos produtores do show: “Nós poderíamos fazer algo bacana.”

Fall TV pilots 2009

Dramas serializados e story lines complexos perdem cada vez mais espaço na audiência dos principais canais abertos norte-americanos. É difícil acompanhar um programa serializado, com diversos cliffhangers e afins, por isso, todas as emissoras querem um ‘The Mentalist’ para a próxima temporada, não um ‘Lost’ ou ‘Heroes’.

Para a próxima fall season, NBC, ABC, CBS e FOX não cansam de encomendar produções de pilotos que abordam o cotidiano de médicos, policiais e advogados, ou remakes de séries e filmes de outrora.

Portanto, fiz uma lista dos pilotos que estou mais ansioso para assistir: menos pelo o que pode ser visto até agora – quase nada -, mais pelos produtores, criadores, atores e plots por trás do projeto.

nbc

Projeto: Mercy
Produtor: Liz Heldens (‘Friday Night Lights’)
Gênero: Dramédia
Plot: Dramédia sobre a vida pessoal e profissional de três amigas enfermeiras de um hospital.

Por que assistir: Liz Heldens escreveu alguns de meus episódios favoritos de ‘Friday Night Lights’.

Projeto: Legally Mad
Produtor: David E. Kelley (‘Boston Legal’)
Gênero: Drama
Plot: Pai e filha com family issues trabalhando no mesmo escritório de advocacia.

Por que assistir: Com o fim de ‘Boston Legal’, este será o único drama de David E. Kelley no ar. Mais o grande motivo da ansiedade, é presença de Kristin Chenoweth (Pushing Daisies) no elenco.

Projeto: Lost and Found
Produtor: Dick Wolf (‘Law & Order’)
Gênero: Policial
Plot: Tessa é uma detetive da polícia de L.A. que usa métodos não-ortodoxos para identificar suas vítimas e suspeitos. Ela é designada para esta função pouco prestigiada depois de “bater cabeça” com seus superiores. Sua mesa de trabalha fica em um porão.

Por que assistir: A série é criada por Dick Wolf e estrelada por Katee Sackhoff (‘Battlestar Galactica’). Sackhoff também foi a única coisa bacana do remake de ‘Bionic Woman’. E convenhamos, série policial é o que há!

Projeto: Southland
Produtor: John Wells (‘ER’)
Gênero: Policial
Plot: Drama ambientado em L.A. sobre o dia a dia de policiais, criminosos, vítimas e suas famílias.

Por que assistir: Elenco super bacana: Michael McGrady, Michael Cudlitz, Benjamin McKenzie e Regina Kings. Outro promising cop show.

abc

Projeto: Brothers & Detectives
Produtor: Daniel Cerone (‘Dexter’)
Gênero: Policial
Plot: Após a morte do pai, detetive sem prestígio descobre que tem um irmão gênio de 11 anos de idade que passa a ajuda-lo a solucionar crimes.

Por que assistir: Realmente, isso parece uma bomba. Só coloquei na lista porque foi escrito e terá produção executiva do mesmo produtor de ‘Dexter’. O projeto é uma releitura de um drama argentino exibido na Telefe, canal aberto por lá.

Projeto: Eastwick
Produtor: Maggie Friedman (‘Jack & Bobby’)
Gênero: Comédia / Sci-Fi
Plot: Baseada no filme de 1987, a série conta a história de três mulheres modernas que após um estranho acontecimento, descobrem ter poderes mágicos.

Por que assistir: Honestamente, é outra que não eu colocaria a mão no fogo. Mas quando eu leio o nome ‘Jack & Bobby’, tudo muda.

Projeto: Happy Town
Produtor: Josh Appelbaum, Andre Nemec, Scott Rosenberg (‘October Road’)
Gênero: Crime
Plot: História de um pequeno vilarejo chamado Happy Town após o acontecimento de um grande crime.

Por que assistir: Ser criador/produto de ‘October Road’ não me diz nada, mas ser uma releitura de ‘Twin Peaks’ diz tudo. E é isto que os produtores dizem sobre a série. Como disse o Davi Garcia do Dude News, com Lynch não se brinca. Vamos ver o que sai daqui. Piloto de duas horas de duração.

Projeto: Flash Forward
Produtor: Daivd Goyer, Brannon Braga (‘Threshold’)
Gênero: Sci-Fi
Plot: Todas as pessoas do mundo apagam por dois minutos e têm visões de seu futuro. O caos se instala.

Por que assistir: Pode ser que seja muito trash ou muito boa, mas o argumento pelo menos é original. O lance é ver se há fôlego para mais de uma temporada. Provavelmente não.

Projeto: Inside the Box
Produtor: Shonda Rhimes (‘Grey’s Anatomy’)
Gênero: Drama
Plot: O dia a dia de repórteres de uma agência de notícias em Washington.

Por que assistir: O nome Shonda Rhimes me desanima. Mas todo o resto me apetece.

Projeto: Untitled Dave Hemingson
Produtor: Dave Hemingson (‘How I Met Your Mother’)
Gênero: Dramédia
Plot: Jovem boa pinta consegue emprego de advogado em uma poderosa firma de entretenimento em L.A.

Por que assistir: Um dos melhores argumentos da fall season. ‘Entourage’ meets ‘Melrose Place’ meets ‘L.A. Law’. Parece divertida e ‘How I Met Your Mother’ é um ótimo cartão de visitas.

Projeto: V
Produtor: Scott Peters (‘The 4400′)
Gênero: Sci-Fi
Plot: Baseada na clássica mini série de 1983, conta a história da resistência humana contra alienígenas-lagartos.

Por que assistir: Sempre fui contra uma releitura de ‘V’, mas se é para acontecer, Scott Peters é um bom nome para ser o showrunner. E quem não gosta de uma invasão alienígena?

cbs

Projeto: House Rules
Produtor: Michael Seitzman, Mark Gordon (‘North Country’, ‘Grey’s Anatomy’)
Gênero: Drama
Plot: Congressistas iniciando suas carreiras em Washington.

Por que assistir: Realmente não sei. Mas pode ser bacana. Faz tempo que as emissoras tentam emplacar alguma série bacana que se passe em Washington.

Projeto: Back
Produtor:
?
Gênero:
Drama
Plot:
Um homem volta para casa e descobre que ele é considerado desaparecido pelos últimos oito anos, desde o 11 de setembro. Ele então tenta se reconectar com sua família e com o mundo.

Por que assistir: O argumento parece bom demais para a TV aberta. Curioso para entender melhor como a série vai se desenvolver.

fox

Projeto: Masterwork
Produtor: Paul Scheuring (‘Prison Break’)
Gênero: Aventura
Plot: Uma equipe tem como função viajar o mundo e recuperar artefatos e obras preciosas. Alguma coisa nos moldes de ‘National Treasure’ e ‘Código Da Vinci’.

Por que assistir: Só porque é do Paul Scheuring, pois tem cara de ser uma bomba.

Projeto: Maggie Hill
Produtor: Ian Biederman (‘Shark’)
Gênero: Drama
Plot: Todo gênio tem seus problemas. Maggie Hill é uma cardiologista brilhante, mas também sofre de esquizofrenia.

Por que assistir: Médica e louca… House de saia?

Projeto: Virtuality
Produtor: Ron Moore (‘Battlestar Galactica’)
Gênero: Sci-Fi
Plot: Drama de ficção-científica que se passa em dois mundos diferentes: no espaço e em mundo virtual sem limites (?).

Por que assistir: Preciso dar uma chance para um plot tão bizarro quanto este, e por ser um projeto do Ron Moore. Mas as coisas não parecem boas, considerando que a FOX pediu uma segunda versão do piloto.

E você? Quais destas você mais está ansioso para assistir? Deixei alguma de fora injustamente?


Editor


Pedro Beck é jornalista e crítico de TV.


Contato:
pedrobeck@gmail.com

Categorias


Follow

Get every new post delivered to your Inbox.